PARLAMENTO DOS JOVENS
Maioria dos crimes de violência doméstica acontece em casa

De acordo com os dados revelados na comunicação social esta segunda-feira – dia 25 de novembro – em que se celebrou o Dia pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, segundo a ONU, só em 2017, foram assassinadas 87 mil mulheres, sobretudo em El Salvador e na Ásia. Este ano, em Portugal, são já 33 as vítimas da violência doméstica. Os homicídios são geralmente praticados por parceiros ou familiares.
De acordo com o testemunho de «Mariana Vieira da Silva, Ministra de Estado e da Presidência, o combate à “chaga” que é a violência contra as mulheres só será eficaz se envolver “diferentes serviços públicos: o Ministério Público, as polícias e as organizações não-governamentais (ONG)”. Acrescentou, ainda, que o problema terá que ter uma “resposta integrada” e rápida, que exige um trabalho em rede.»
Marcelo Rebelo de Sousa apelou esta segunda-feira aos portugueses para que tomem uma posição perante a violência doméstica e para que não tenham medo de a denunciar. Em seu entender, “infelizmente acordou-se muito tarde”, em Portugal e no resto do mundo, mas “o que é facto é que há uma resposta que tem vindo a ser dada, e a multiplicação dessa resposta é fundamental”. E Tu vais continuar em silêncio e sem nada fazer para combater este flagelo?!...

Contactos

Rua do Forno, Apartado 27 3801-501 Eixo   Tel 234 920 220    Fax 234 920 226     E-mail geral: ebieixo@ebie.pt